Google+ Followers

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Você combate ou alimenta a violência?

O Gato e a Dona Chica



Finalizei a noite lendo postagens aleatórias e divertidas e banners soltos pelas redes sociais.

… Foi assim que amanheci pensando no sujeito “Dona Chica”:
os gatos andam indignados e reclamando do bulling que eles sofreram uma vida inteira.
Têm toda a razão:  são vítimas, coitadinhos. Além da dor física há o deboche…

 A Dona Chica, como quem assiste a um espetáculo, apenas admira a expressão de dor do bichano. Ela gostava do que via.

Admirar: contemplar com espanto misturado de prazer.

Mas, e o sujeito que “atira o pau no gato”? 

 

(Quero deixar bem claro que, embora eu tenha repetido esta cantiga de roda durante toda a minha infância, nunca pratiquei nenhum ato de violência contra os gatos. Eu os amo descontroladamente) – pronto falei.
Voltando ao caso do “atirador de paus em gatos”, seu comportamento, digamos, estranho foi alimentado pela admiração da senhora Dona Chica que contemplava com espanto misturado de prazer (um show).

……………………………………………………………………………………………
Seria a violência, de certa forma, alimentada pela admiração velada das “Donas Chicas”?

Quem assiste à violência com admiração, alimenta o violento e, de certa forma, torna-se cúmplice dele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário